As Princesas Do Sertanejo

A história das Princesas do Sertanejo se assemelha a de muitas outras duplas, que também conquistaram o Brasil. Vindas de família humilde, elas trabalhavam de dia na roça, em Alvorada do Oeste, cidade localizada na região do Vale do Guaporé, em Rondônia, e cantavam na noite, para ajudar a pagar as contas de casa. "Na época, o nosso cachê girava em torno de R$50. Era uma quantia bem baixa, mas, mesmo assim, nunca desanimamos. Era a nossa oportunidade de mostrar as nossas músicas e ganhar algum dinheiro para ajudar os nossos pais", recorda humildemente Gleidi. Mas foi no dia 29 de janeiro que a vida das garotas deu a tão esperada guinada. Neste dia, a produção do A Hora do Faro preparou uma surpresa especial. O apresentador assistiu, do palco, ao lado das duplas Bruno & Marrone e Chitãozinho & Xororó, Gleidi e Geici passarem por uma espécie de "teste", em que cantaram na casa sertaneja mais importante do Brasil, o Villa Country. "Foi neste dia que participamos do quadro Pronto Pra Fama e isso marcou demais nas nossas vidas. Sem dúvida foi a maior emoção por qual minha irmã e eu passamos. Nunca imaginaríamos que isto aconteceria e agradecemos demais a Deus e a todos os profissionais envolvidos por esta grande chance na nossa carreira", emociona-se Geici. Assim que ficaram conhecidas por todo o Brasil e dividiram o palco com os ídolos Chitãozinho & Xororó e Bruno & Marrone, as Princesas do Sertanejo ganharam também uma promissora carreira artística. "Agora teremos muito trabalho pela frente. Temos muitos degraus para subir antes de começarmos a fazer show pelo Brasil e vamos nos esforçar muito para que isto aconteça o mais rápido possível", comemora Gleidi.