A força do Circo na Música Sertaneja

Ontem (27/03) foi comemorado o Dia do Circo. A escolha da data foi para homenagear o famoso palhaço Piolim, conhecido mundialmente, cujo dia 27 de março é também a data de seu aniversário. "Piolin" nasceu em Ribeirão Preto em 27 de março de 1897 e faleceu em 04 de setembro de 1973. O palhaço brasileiro ficou conhecido pela sua diversidade, criatividade cômica, além de ser um grande ginasta e equilibrista.

A música sertaneja está muito ligada com o Circo, pois, através dele, artistas tiveram oportunidade de mostrar o seus trabalhos em todo o Brasil e até no exterior, visto que até a década de 80, o Rodeio ainda não era tão popular como é nos dias atuais.

Artistas como Tonico e Tinoco, Milionário e José Rico, GIlberto e Gilmar, Chitãozinho e Xororó, Trio Parada Dura, Cascatinha e Inhana, Léo Canhoto e Robertinho", Lourenço e Lourival, Edson e Hudson, Gino e Geno, João Mineiro e Marciano, entre outros, iniciaram e ou firmaram suas carreiras sob a lona colorida de um estabelecimento circense, mostrando a importância dessa arte para a propagação da música.

Diversas peças teatrais, baseadas nas letras das músicas eram uma das atrações mais aguardadas nas noites e nas matinês do Circo, onde logo depois os artistas de violão e viola empunhados, as vezes acompanhados por um acordeon, cantavam tendo como "caixa de som" o próprio peito, encantando uma platéia toda com suas potentes vozes... Muitas vezes, a situação não permitia o uso de microfones, pois além de serem escassos, muitas vezes os Circos não dispunham de força eletríca para alimentar os equipamentos de som.

Sempre haviam também os dramas e comédias, que na verdade eram peças teatrais, que por muitas vezes eram baseados em letras de música: "Menino da Porteira", "Kid Boca Dura", "Pistoleiro da Ave Maria", entre outros

O Circo foi um importante palco para diversos artistas sertanejos como o "Circo do RapaRapa", Circo Argentino e Teatro Palhoça","Circo do Pardal", entre outros, que não tinham a mídia que hoje os grandes circos possuem, porém na sua simplicidade, levaram alegria, emoção e deram mais esperança para diversas crianças e adultos naquele Brasil, então rural...

Muitos artistas gravaram seus projetos em homenagem ao Circo. Gilberto e Gilmar...

Edson e Hudson, que inclusive são filhos de um famoso artista de Circo, o finado palhaço "Beijinho"

Mais recente, a dupla Milionário e Marciano gravaram seu primeiro projeto, tendo como "mote" o Circo, onde ambos com seus finados parceiros "João Mineiro e José Rico" fizeram grande sucesso...

O Circo é uma arte imortal e tem o seu lugar nesse mundo moderno, por isso o nosso muito obrigado aos pioneiros do Circo brasileiro e aos Circenses atuais, que lutam contra diversos fatores para levar a sua arte, muitas vezes tomando mais prejuízo do que lucros, mais mantendo sempre a alegria e o encantamento como suas ferramentas principais.